Página Inicial
Home Memórias Depoimentos

Festival amplia conceito e favorece inovação

Trabalhos musicais bem elaborados e Primeiro Festival Nacional de Folclore marcaram o ano da vitória de “Interiorano Coração”

Se o segundo Musicanto foi feito ainda sob impacto do primeiro, a terceira edição já marcou independência e momentos definitivos, outra vez. 85 foi um ano agitado. Pela primeira vez, além do festival de música em si, Santa Rosa experimentava aliar a seu projeto maior um Festival Nacional de Folclore, ampliando sua proposta de ser um palco de encontro anual da arte e cultura latino-americana. Foi o ano de “Interiorano Coração”, trabalho de rara arquitetura musical de Sérgio Rojas, do sucesso de “Pampa de Luz”, “Os Cardeais” e “Tchê Loco”, que se tornaram muito populares com o decorrer dos anos.

Foi também o ano do levante dos músicos que reclamavam o não pagamento dos direitos autorais para gravações de discos por parte da maioria dos festivais do sul, e que gerou um documento marcante em termos de posicionamento marcante em termos de posicionamento político. Foi o ano, também, do polêmico show de Elba Ramalho, uma espinha atravessada na garganta dos mais tradicionalistas e alguns músicos que reclamaram de sua presença e do valor do seu cachê.

O 3º Musicanto rendeu novamente fartos espaços na imprensa estadual e nacional, trouxe pela primeira vez ao palco a cantora carioca Olívia Hime e a famosa dupla gaúcha Kleiton & Kledir para um show no acampamento. Enquanto isso, retornava o debate sobre o que seria ou não, afinal nativismo”.

O jornalista e crítico Juarez Fonseca, num artigo em Zero Hora, escreveu: “A renovação musical, a busca de novas formas dentro da música gaúcha e latino-americana, não é mais apenas uma tendência do Musicanto, mas uma característica. O conjunto das músicas que chegaram a final dá a certeza de que o disco será talvez, o mais representativo da marca renovadora do festival em seus três anos”. A vitória de “Interiorano Coração” mostrava as qualidades inerentes do nativismo desde o princípio, mas que foram alijadas do processo musical gaúcho com o decorrer dos anos, em prol de uma criação mais “popular”, menos rica em termos de construção harmônica e instrumental.

Num de seus diversos artigos sobre o nativismo gaúcho, o pesquisador paranaense Aramis Millarch abordava o Musicanto numa matéria cujo título era “A beleza do nativismo no melhor do Musicanto”. Nela, dizia: “Um festival admiravelmente bem organizado, uma das cidades mais desenvolvidas do Rio Grande do Sul e que é totalmente bancado pela iniciativa privada, cabendo à prefeitura, através da sua atuante Secretaria de Cultura, Desporto e Turismo, a organização”. A terceira edição rendeu, também, belíssima matéria no importante jornal uruguaio El País.

Num artigo do jornal carioca Última Hora, do dia 28 de novembro de 1985, o jornalista e produtor cultural Roberto Moura, escreveu: “O que diria o leitor de um festival de músicas que oferecesse um Escort zero km ao vencedor, apresentasse como atrações o show de Elba Ramalho, Borghetinho e Kleiton & Kledir, e incluísse, entre seus competidores nomes como de Luiz Coronel, Jerônimo Jardim, Geraldo Flach, Olívia Hime e o goiano Juraíldes da Cruz? O leitor certamente responderia que um evento desse vulto, se existisse, estaria nas páginas de todos os jornais”.

Na opinião de Luiz Carlos Borges, idealizador do festival, a terceira edição do Musicanto foi muito importante em termos musicais. “Na primeira edição, “Sangue da Terra Nada Guarani” planta as sementes do que buscávamos, mas é no terceiro ano que se dá ruptura, com “Interiorano Coração”.

O terceiro Musicanto ficaria marcado, também, pelo sucesso do 1º Festival Nacional de Folclore, que trouxe a Santa Rosa delegações do Rio de Janeiro, Mato Grosso, Minas Gerais, Argentina, Uruguai, Itália, Paraná e Rio Grande do Sul.

Entre as presenças naqueles anos, destacam-se a do Ballet Folclórico de Cosquin e o grupo italiano Dei Canterini Peloritani.

Fonte: Revista Musicanto 10 anos – Novembro de 1992. Página 9.


Página Inicial Informações Turísticas Contato Painel de Controle Musicanto no Facebook